Páginas

TRAVEL GUIDE: PARIS | Centre Georges Pompidou

O edifício destaca-se de todos os outros por ser meio que esquisito. É verdade, o Centre Georges Pompidou não tem rigorosamente nada a haver com a arquitectura típica de Paris. É um edifício estranho e arrojado cheio de tubos com um estilo industrial e verdade seja dita, lá dentro há colecções de arte moderna e contemporânea tão ou mais bizarros que a arquitectura deste museu. Após entramos temos que subir até aos andares que queremos pelas escadas rolantes que estão num dos tubos mais salientes da fachada principal.

Podemos ver esculturas, fotografias, pequenas artes manuais, pinturas e um monte de coisas estranhas pelos corredores do Centro de Arte Moderna Georges Pompidou. Podemos ver Andy Warhol, Picasso Matisse e tantos outros nomes das últimas décadas que gostava de ser culta o suficiente para os reconhecer. A arte moderna é algo muito esquisito que eu gosto de apreciar e de tentar compreender quer seja uma tela preta, um prego no chão ou um jogo de luzes. A arte moderna é isso, é o imprevisível e o estranho (acreditam que está lá exposto um urinol?). Particularmente gostei de algumas esculturas e designs em néon mas havia quadros, cadeiras, um monte de papel rasgados, eram muitas as obras para falar delas todas mas fiquem a saber que vão encontrar as coisas mais incomuns nos andares deste complexo. Não fiquei loucamente apaixonada nem foi o melhor museu de arte moderna e contemporânea que já visitei mas gostei.








2 comentários:

  1. Ahhh eu gostei muito deste museu - precisamente por ser pouco "comum"! E gosto dessa vertente da arte moderna: olhar para algo e tentar perceber ao que se refere, mesmo que não chegue lá. :p

    Jiji

    ResponderEliminar
  2. O museu parece mesmo fora de série! Mas... a sério que há um urinol exposto? xD Acho que não tenho sensibilidade para apreciar arte moderna!
    Beijinho*

    ResponderEliminar