Páginas

4 Coisas Que Aprendi Desde Que Adoptei um Cão

Desde Outubro que os meus dias têm sido fofinhos (no início foi difícil mas já me habituei) e cheios de pêlo e lambidelas e tenho adorado a experiência. Tenho aprendido imenso com o meu amiguinho de quatro patas e é sobre isso que vos escrevo hoje. So far consegui aprender quatro coisas com o Spot. 

1 - A expressar amor de uma forma completamente diferente.
Há tantas maneiras de expressar amor não só por beijos ou abraços. Eu expresso  amor pelo Spot com nomes carinhoso e muitas festinhas e é tão bom eu sentir esta proximidade com ele. Um animal de estimação é mais que isso é um amigo e companheiro e o  melhor de tudo é que te adora mesmo que o tempo para brincar seja escasso ou que lhe pises a patinha sem querer. Lambidelas são comuns e são tão carinhosas!

2 - A ter outras responsabilidades.
Ter um cão não é um mar de rosas, entre limpar aquilo que estraga, dar de comer, estar atento à tigela da água, guardar um tempinho para lhe dar atenção, escovar, entre tantos outros! São responsabilidades tão necessárias que não podem de modo algum ser evitadas e é preciso organização!

3 - A compreender que os animais são em parte como os humanos: têm dias e dias.
Tal como nós os amiguinhos de quatro patas têm dias sim e dias não e há dias que temos que respeitar o seu território e também é preciso castigá-los suavemente de vez em quando quando se portam mal e há dias que são uns raios de sol, que só querem mimo e brincar e nos quais podemos ficar muito tempo sentados numa mega sessão de festas.

4 - Salvar um cão é extremamente gratificante a acompanhar o seu crescimento ainda mais.
Tenho fotografias do Spot esquelético, em finais de Outubro e já está tão saudável e brincalhão! Está completamente irreconhecível! Tem crescido imenso e está cada vez mais feliz. Salvar um cão que muito provavelmente iria morrer de fome ou que ia ser abatido por falta de espaço numa instituição põe me de lágrimas nos olhos. Amigos de quatro patas são amiguinhos para a vida e eu estou muito contente por já ter aprendido a lidar com esta gigante bola de pelo.


5 comentários:

  1. Estava a pensar publicar um post semelhante com este daqui a poucos dias. Já o tinha começado a escrever e tudo. Espere que não te importes se o fizer na mesma. Não queria que parecesse que te copiei ou algo do género.
    Tive o meu cão em Novembro e já me ensinou tanta coisa. Já mudou tanta coisa. Também como tu, quando olho para fotos de há meses atrás aperecebo-me de uma diferença enorme. É ótimo acompanharmos esse crescimento e podermos ter a oportunidade de dar e receber um tipo de amor diferente de todos os outros.
    O teu cão parece ser lindíssimo! Ainda bem que o salvaste. Tenho a certeza de que é recompensador salvar uma vida. Infelizmente, nós não pudemos adotar porque o meu irmão só poderia ter animais de pêlo mais curto e como tanto eu como a minha mãe tinhamos algum receio de cães devido a um trauma do passado achamos que a melhor solução seria um cão bebé para que o acompanhasse-mos desde o início de forma a ultrapassarmos de vez esse medo, no entanto no canil da cidade onde moro não havia nenhum e por isso, com muita pena, acabamos por comprar. (Confesso que me faz confusão comprar animais.).
    Gostei muito das tuas respostas à tag no meu blog. Muito obrigada por teres respondido. Beijinhos!
    Andreia

    ResponderEliminar
  2. Já tive três cães e não consigo imaginar o resto da minha vida sem ter nenhum. São os nossos melhores amigos, sem dúvida. E tu fizeste algo verdadeiramente extraordinário ao salvares esse bichinho, ele vai ficar-te agradecido para sempre :)

    ResponderEliminar
  3. Concordo contigo! Também tenho dois cães que são os amores da minha vida :)

    ResponderEliminar
  4. Aww ele é muito giro! O meu primeiro cão foi dado mas a actual também "adoptada". Estava abandonada na rua e nós ficámos com ela. É como dizes, no início há imensos estragos, mas com o tempo, costumam melhorar, e são mais as coisas boas que más. Costumo dizer que gosto mais de animais do que pessoas haha.

    Ricardo, The Ghostly Walker.

    ResponderEliminar
  5. Tão bonita esta publicação! Ele é lindo! Dá-lhe muito amor!
    Beijinho*

    ResponderEliminar