Páginas

Filmes - O Leão da Estrela

No Verão passado chegou aos grandes ecrãs O Pátio das Cantigas realizado por Leonel Vieira que foi um filme remake (adorava encontrar uma palavra portuguesa, que se enquadra-se bem e que tivesse o mesmo significado)  de um anterior com o mesmo nome realizado à 70 anos atrás. Personagens engraçadas, um enredo interessante, cómico e muito actual, tudo para ser um bom filme. Umas semanas depois vi só pela piada o filme antigo que contem as mesmas personagens uma historia parecida e o inesquecível "Evaristo tens cá disto?".

 Em Novembro chegou às nossas salas de cinema mais um filme que veio directamente do baú dos filmes antigos e a preto e branco, direitinho de 1947, O Leão da Estrela veio para o sucesso. Sobre o que trata o filme? Uma família de classe média que tenta fazer-se passar por uma família de classe alta. Trocam de nomes, mudam a sua maneira de falar e de agir tudo por algo impensável, conversa puxa conversa, piadas alentejanas, um cenário bonito, um amor pouco inesperado (na minha opinião), o guarda-roupa fabuloso da Joana (interpretada pela Sara Matos), personagens bem construídas, sotaques algarvios e alentejanos, cenas de chorar a rir (especialmente a parte do peixinho, e do Calvário). Muito bem executado e produzido. 

O Leão da Estrela veio em "sequência" do Pátio das Cantigas por serem ambos remakes de filmes tão portuguesinhos da década de 40, por partilharem actores (a Sara Matos, A Dânia Neto que tem a personagem mais cómica de todo o filme e o Miguel Guilherme, que pessoalmente, adoro ver no grande ecrã) e ainda terem o mesmo realizador.

Vale muitíssimo a pena, e suponho que haja uma sequela, já que pessoas que viram o primeiro filme me disseram que ficou a meio, assim espero. Tenho também que visualizar o filme antigo e compará-los. A próxima longa-metragem nesta saga de remakes? Canção de Lisboa, no verão de 2016. Se continuar no mesmo registo dos anteriores (mesmo tendo um realizador diferente) de certeza que vai ser extraordinário e de certeza que eu vou ver e adorar.


1 comentário:

  1. A estratégia dos remakes anda a resultar. Falta saber até quando xD Estou curioso com o Pátio das Cantigas, ainda não o vi!

    ResponderEliminar