Páginas

2015, A Retrospectiva

Pelo segundo ano seguido, realizo uma Retrospectiva do ano que passou. É das minhas publicações preferidas de fazer porque me recorda do quanto me diverti, daquilo que fiz, ao que "sobrevivi" e das muitas surpresas que guardo no coração. 2015 foi um ano brutal e não me considero em nada uma miúda feliz, muito pelo contrário. Considero-me uma sortuda e uma  felizarda.

Em 2015 concretizei muitos desejos inesperadamente e risquei-os a todos da lista. Li, vi e revi coisas e pessoas incríveis e sorri, cantei e dancei muito, Em 2015 argumentei e formulei opiniões, compreendi e aprendi sempre algo novo todos os dias. Em 2015 fiquei a conhecer o verdadeiro significado de Feminismo e aquilo pelo que os feministas lutam realmente. Pisei solo inglês e estive em Londres, na Costa Vicentina, em Lagos, Loulé, Sagres, na Guarda, no Porto, em Aveiro, em São Martinho do Porto, em Tomar e em Setúbal e estive em alguns eventos brutais tais como a Taça do Mundo de Lisboa onde vi as melhores ginastas do mundo  e que quero muito voltar a ver no mesmo evento (se for possível!) e nos Jogos Olímpicos, o PortugalGym em Loulé e o Festival Sol da Caparica. Coleccionei fotografias e memórias em todos estes fabulosos eventos.

Este ano tive direito a uma festa de aniversário surpresa e aos meus amigos todos a cantarem em uníssono os Parabéns, recebi de braços abertos pessoas novas e embarquei em novas aventuras. Conclui a etapa de dormir setenta e cinco noites de uma tenda (rumo às cem!) e saltei um muro para outra secção nos escuteiros. Ingressei numa equipa cheia de pessoas que me dizem muito e desde finais de Outubro ainda não parámos de trabalhar e de preparar coisas, que as nossas ideias luminosas dêem muitos frutos! Investi num novo telemóvel, logo no início do ano e já no final investi num computador (no qual vos escrevo de momento), tive direito ao meu novo fato da ginástica e a diversos mimos, é impossível esconder a magnífica camisola do Harry Potter que fizeram para mim! Fui mais organizada e tentei ser muito mais autónoma e paciente. Juntou-se mais um membro à família, o cão mais giro de sempre, de nome Spot que foi talvez a coisa mais inesperada que este ano me trouxe, a seguir ao meu aniversário e a Londres. Senti que pertencia a um local e recebi abraços calorosos. Comuniquei numa outra língua que não a minha e acho que me safei muito bem. Descobri qual é a minha praia e vi com os meus próprios olhos locais estupendos.

Renovei o Dancing Shoes e fui mencionada em quatro blogues incríveis, no Uma Colher de Arroz, no Brisa Passageira (O Melhor da BlogosferaLBALT), no Bobby Pins e no Lucky 13 (Tempo de AntenaCarimbo de Qualidade). Fiz também parte de alguns blogrolls: no Brisa Passageira e no A Sofia World. Os meus mais sinceros, obrigada, a todos. 

Este ano eu apanhei grandes molhas, vi o meu irmão trajar pela primeira vez e cantei muitas músicas da tuna com ele (para ele praticar!). Vesti roupas bonitas e senti-me bem comigo própria. Fiz arborismo e amei ainda mais arte, moda, desenho e arquitectura e fiquei incrédula face à maldade humana. Ouvi músicas diferentes e redescobri  as maravilhas do youtube. Dei dicas sobre os mais variados assuntos e este ano tentei ser mais saudável, bebendo mais água (fiz um pseudo plano diário para me manter hidratada porque eu quase que não bebia água), deixei de pôr açúcar no chá (parece pouco mas foi um grande passo!) e fiz exercício nos meses em que não tive treinos. Fiz surpresa e entreguei a uma amiga um bilhete para sua banda favorita no seu dia de anos (o vídeo da reacção continua  a ser impagável!) e ainda recolhi fotografias para construir um álbum de memórias meio cheio para ela encher a outra metade. Tive certezas e deixei de as ter e senti-me mais confiante que nunca. Sinto que evolui em algumas coisas tais como a escrita e o falar em público (mas que ainda precisa de ser muito trabalhado!).

Um ano cheio de gorduchices, restaurantes fabuloso e comida incrível. Dos ovos moles, à francesinha, passando pelos gelados Amorino e pelos macarrons que fiz (agora sinto-me capaz de enfrentar o Adriano Zumbo e as suas receitas culinárias!) e do muito cheesecake que enfardei. Foi um ano cheio de cultura, fui a muitos museus (à volta de dez!) e passeei por várias cidades a pé. Fui mais que muitas vezes assistir a cinema, teatro e espectáculos. Redescobri os encantos de Lisboa e todas as suas ruazinhas incríveis. Dei imensos mergulhos tanto em rio, mar e piscina e aproveitei da maneira certa aquilo que a natureza tem para nos oferecer. Fiz os meus próprios cadernos para a escola e construí uma agenda totalmente a minha cara. Realizei trabalho comunitário, virei canoas, e dormi pouco em algumas noites com deep conversations e piadas de fazer doer a barriga. Fui muito feliz, mesmo muito feliz e não podia estar mais grata por tudo o que aconteceu em 2015.




6 comentários:

  1. Gostei muito desta retrospetiva, nota-se que tiveste um ano em cheio! Que 2016 seja ainda mais feliz! :D
    Beijinho*

    ResponderEliminar
  2. Tão bonito! Adorei! Que 2016 seja ainda melhor

    ResponderEliminar
  3. Gostei muito de ler o teu post. Fico feliz por teres tido a possibilidade de fazer tudo isso e ainda bem que foi um ano que te pôde fazer mais feliz. Beijinho, desejo que 2016 seja um ano ainda melhor para ti.
    Blog: As Confissões da Andreia

    ResponderEliminar
  4. Parece-me que tiveste um ano brutal e espero que 2016 seja tão bom ou melhor! :)
    Bom ano!


    www.asofiaworld.com

    ResponderEliminar
  5. Que 2016 seja tão bom ou melhor que este.

    ResponderEliminar
  6. Já te disse que adorei esta retrospectiva, mas volto a dizê-lo. Muito, muito bom, Leonor. 2015 foi o teu ano e 2016 será ainda melhor. You're awesome and... happy new year <3

    ResponderEliminar