Páginas

Registos de Viagens

Durante o fim de semana encontrei arquivados cá em casa textos meus com letra ainda na tentativa da perfeição ao estilo que aprendemos na primária datadas de 2009/2010. Textos esses nos quais relatava vagamente as minhas férias. Com frases nada complexas e curtas que hoje são verdadeiras relíquias para mim. Despertaram de novo sensações e pormenores (pormenores a sério tipo o número de chaminés de um castelo ou um animal com que brinquei) já perdidos na minha memória e senti-me como que a reviver todos os momentos. 

Paris, Bretanha, Chambord e Normandia (França) e Sevilha, Puerto Banus, Alhandra, Marbella, Fuengirola, Ronda e Gibraltar (Espanha) para além do Algarve e da terrinha são os locais descritos pela pequena Leonor em vários textos. São registos meus, que transpiram memórias e que relatam de uma maneira tão inocente e delicada a minha forma de ver a grandiosidade das coisas e que me fizeram as delícias daquele dia. E reflectindo sobre isto, comecei a registar viagens naquela data, quase que inconscientemente num texto sobre "as minhas férias", mais tarde cheguei a registar num bloco de notas locais que visitei noutra região do nosso país como que num diário de bordo (já de 2012) onde registei todos os sítios a que fomos e já em 2015 registei no meu blogue Londres. Nota-se aqui uma evolução no suporte em que escrevia e se eu achava que só tinha registado Londres estava redondamente enganada. A evolução da escrita e da letra nota-se muito, assim como dos erros ortográficos, do lápis para a caneta, rabiscos e a minha forma de descrição dos locais e ainda se percebe o entusiasmo escondido entre cada palavra. 

Tenho muita pena de não ter registado outras das minhas viagens sem ser em fotografias pois visitei mais alguns lugares incríveis tanto em Portugal como em Espanha que mereciam um texto estruturado por cada canto das terriolas, cidades e pormenores das mesmas. Não posso voltar a cometer uma falha destas, é inadmissível. Obrigada Leonor de 2009 por com um texto tão "miserável" me teres feito voltar atrás no tempo e por teres congelado momentos marcantes da minha vida em papel, infinitamente grata.


4 comentários:

  1. Guarda esse tesouro, Leonor! É muito giro revermos aquilo que escrevemos e vivemos quando éramos mais novas (:

    ResponderEliminar
  2. Quando fui a Inglaterra há uns quatro anos atrás preocupei-me mais com as fotografias que a registar tudo por escrito, o que é uma pena. É uma sensação quase surreal quando encontramos textos nossos de quando éramos mais novos. Já me aconteceu algumas vezes e também fico chocado com os erros ortográficos haha.

    Ricardo, The Ghostly Walker.

    ResponderEliminar
  3. Aw que adorável :)
    Também eu gosto de reviver tudo aquilo que escrevia e fazia em pequena!

    ResponderEliminar