Páginas

TRAVEL GUIDE: FLORENÇA | Benvenuti a Firenze!

Se me acompanham fora daqui sabem que durante a semana passada andei por terras italianas. Foi uma viagem em modo de celebração pelos vinte e cinco anos de casados dos meus pais e Florença, na Tuscania, foi a cidade escolhida. Foram seis dias em família entre gelados e palácios, capelinhas e pizzas e foi tão bom! Espero conseguir transmitir-vos tudo aquilo que vivi por terras italianas e estou a pensar agrupar alguns locais que façam sentido de modo a não se tornar chato, you see?! Tal como não fazer uma publicação para cada igreja ou capela que visitei mas sim listá-las a todas com descrições especificas e todas com direito a fotografias, esta é uma ideia, o que acham? Itália foi estreia para a família toda e acho que nos apaixonamos, estão prontos para voltar e percorrer todas as ruelas desta cidade maravilhosa com uma luz incrível comigo?



Transportes: Como sempre, em voos curtos preferimos voar em low cost, é menos cómodo para as costas mas mais para a carteira. Optamos por RyanAir até Pisa - visto que o aeroporto de Florença só serve voos nacionais ou de cursos muito curtos - ou podem optar por Bolonha também, e apanhamos uns transfer até à cidade (para lá fomos de autocarro, para cá viemos de comboio). A cidade faz-se bem a pé, apesar de ser grande o centro histórico está bem concentrado e se ficarem alojados no centro é perfeito! Outro ponto a ter consciência: as pessoas andam no meio da estrada como se fosse uma estrada pedonal - cof cof ia sendo atropelada trinta vezes - pois os passeios são estreitos, as pessoas não se desviam de ti, têm de ter imenso cuidado nas passadeiras. As estradas lá são um perigo, é mesmo preciso cautela!

Alimentação: Estão em Itália estão no céu! Quando viajamos tentamos sempre optar por restaurantes fora dos centros, tasquinhas de negócios familiares cujo preço seja justo e em que sejamos bem servidos. Valorizamos também os ingredientes frescos e o forno a lenha, locais simpáticos e onde se possa comer em condições. Não fomos a muitos restaurantes mas gostei muito muito do La Grotta di Leo nas redondezas de Santa Maria Novella, onde provei a melhor panna cotta da minha vida, o Buogustai perto do Palácio Vecchio também foi excelente. Também comemos muito bem no mercado de Florença! Os melhores gelados que encontramos e com a melhor relação qualidade-preço foram numa loja que há em vários sítios chamada Venchi.  Diria que são bem melhores que o meu eterno amor Amorino. Pro tip: gelado a mais de 4€ são um roubo, vi uma loja que um cone pequeno era 8€, no Venchi o mais barato era 2,50€ e todas as noites lá íamos à árdua escolha de escolher um sabor. Atenção que eles fazem um preços para quem leva para comer e para quem se senta e muitas vezes nem sequer o dizem. Itália é a terra das massas, das pizzas e das lasanhas, aproveitem!

Wi-fi: O Firenze Wifi não funciona, as dos cafés e museus têm quase todas password, portanto ou esperam até chegarem ao hotel ou submetem-se à utilização dos dados - ainda me questiono porque raio os meus não funcionaram.

Língua: Italiano é uma língua latina, costumam saber inglês e mesmo que não percebam um português enrolado em espanhol e arranhado em francês resulta. Achei o italiano bem mais fácil de compreender e de ler que o francês ou o espanhol, sinceramente, basta puxar pela cabeça!

Geral: Os italianos têm um espírito semelhante ao português: simpático e hospitaleiro. Têm de ter muito cuidado com as burlas. Os vendedores aceitam regateamentos (aproveitem!). A comida é muito cara. De noite aproveitem para passear há sempre espectáculos na Praça da República, à frente do Palácio Vecchio, em Uffizi (aquele quarteto de cordas incrível a tocar Vivaldi e o genérico de game of thrones) entre muitos outros sítios. Florença ganha outra vida de noite, aproveitem!

5 comentários:

  1. Publicação muito informativa e bem construída. Se fosse a Itália (quem me dera) as informações e os conselhos que deste seriam uma mais valia. (:

    ResponderEliminar
  2. Acredito que tenha sido uma viagem espetacular. Sem dúvida que é dos sítios que mais quero visitar. Um beijinho :)

    ResponderEliminar
  3. Visitei Florença há uns 20 anos. Chegámos lá ao fim do dia. Queríamos ir aos Uffici, mas chegámos perto da hora de fechar, porque nos perdemos pelo caminho! A fila gigantesca logo nos fez perceber que já não teríamos hipótese de entrar. Enfim, ficámo-nos pela Piazza del Duomo. Tenho saudades, gostaria de voltar. Parabéns pelo blog.

    ResponderEliminar
  4. Sem dúvida que vou guardar isto para o dia em que tiver uma passagem para Florença na mão (esperemos que não tenha de aguardar muito eheheh). Já visitei algumas cidades italianas, como sabes, mas aquilo que me venho a aperceber é que todas têm uma identidade muito própria e que não é sensato extrapolar a experiência ou dica de uma para outra. Obrigada por esta publicação cheia de qualidade, Leonor! E que foto encantadora :)

    ResponderEliminar
  5. Tenho a certeza de que Itália é o meu país espiritual, apesar de nunca ter lá ido, e esta tua publicação veio firmar em mim essa ideia... Aguardo ansiosamente os teus relatos!
    Beijinho*
    http://nouw.com/juu

    ResponderEliminar