Páginas

8 Traços Meus Que Adoro

Não sou a perfeição em pessoa e sinceramente não gostaria de o ser. Posso ser muitas coisa e acho que é bonito de referir algumas coisas que adoro na minha pessoa. Pode parecer selfish mas nós devemos ser as primeiras pessoas na nossa hierarquia. Devemos amar-nos profundamente e termos orgulho em nós. Isto não se ganha de um dia para o outro, o amor próprio trabalha-se todos os dias. Eu continuo a trabalhar em mim todos os santos dias e posso afirmar com  convicção que vale a pena. Tenho inúmeros defeitos mas porque não apreciar algumas das minhas qualidades ?

Grata, grata, grata, sempre! // Estou me sempre a repetir, mas algo que gosto genuinamente na pessoa que me tornei é que reconheço o trabalho e sacrifício dos outros e o quão incrível é estar onde estou. É impossível transfigurar em palavras aquilo que realmente sinto. É algo que vim a desenvolver no último ano e estou tão feliz  por ter atingido este estado de gratidão! Pelas pessoas que me rodeiam, pelas oportunidades que sou alvo, pela mente sã que tenho, por ter acesso à educação, por ter sempre comida na mesa e ajuda à distancia de uma chamada. Sou eternamente grata pelo sítio onde vivo, pela paz onde nasci e cresci, por todos os bens supérfluos dos quais posso tirar proveito. Grata pela facilidade que tenho de fazer aquilo que realmente gosto e realmente me faz feliz, por poder escrever aquilo que quero, ler, ouvir, fotografar, falar, ser quem eu quiser. Orgulho-me muito de ter atingido esta gratidão que palpita e que me corre nas veias. Tudo é mais bonito e menos intragável quando nos relembramos do quão privilegiados somos, lembrem-se disso!

Sou uma incrível gestora de tudo o que me diz respeito // Seja dinheiro, espaço, na grande maioria das vezes, tempo, actividades extra, horários, diria que tudo o que envolve um pouco de organização - desde que não seja física - eu sou um ás. É algo de que me orgulho muito, apesar de estar dentro de uma caótica onda de procrastinação de momento que parece não ter fim. Normalmente tenho o meu estudo sempre organizado, matéria em dia, trabalhos de casa e apresentações feitas e prontas a levar! É raro fazer de véspera, seja o que for! Sou uma poupadinha com o meu dinheiro e é por isso que consigo juntar tanto para investir naquilo que realmente vale a pena (sejam viagens, presentes ou até gadgets). É algo que gosto mesmo na minha pessoa é a minha capacidade pôr um travão e de controlar o meu consumismo. Economizo espaço nas minhas malas, nas folhas que escrevo, nos materiais que utilizo e de como os uso. Enfim, podia dar-vos mais mil e um exemplos do quão boa economizadora da vida em geral sou mas acho que vou ficar por aqui, tenho a certeza que vocês compreenderam a ideia!



sou muito desenrascada // Principalmente graças aos escuteiros, desenvolvi esta competência - e milhões de outras - tão incrível de me desenrascar com qualquer coisa em qualquer situação. A sério, eu sou o sentido literal do "quem não tem cão, caça com gato". Sobretudo em materiais. Eu arranjo forma, eu arranjo maneira de fazer..! Não interessa, sou uma engenhocas e arranjo sempre solução! As coisas partem-se, desencaixam, faltam, desaparecem..? Pessoal, eu consigo fazer qualquer coisa. Não tenho destreza mental para ser uma real solucionadora de conflitos e problemas, sinceramente sou lentinha de raciocínio, mas no material e no físico eu sou uma engenhocas e arranjo sempre uma segunda via de solução!


Gosto mesmo de mim // Mesmo quando custa, eu valorizo-me e celebro as minha vitórias com uma mega dança da felicidade. Gosto de cuidar de mim, de me sentir bem, de estar em paz comigo mesma. Esforço-me para meu proveito, trabalho e luto pelos meus objectivos pois é isso mesmo que devo à minha pessoa. Dizem-me muitas vezes que sou muito madura para a idade que tenho mas sinceramente penso que isso se deve a ter tido uma verdadeira crise de auto estima muito cedo e por isso aprendi a gostar de mim também muito cedo. Devo-me isto a mim, sempre.


Memória implacável // É dos meus traços que mais me orgulho! Tenho uma memória gigante capaz de decorar as coisas mais estapafúrdias, de me lembrar do mais exorbitante! Sou de memória fácil e esse é - mesmo - o meu principal segredo para o meu sucesso escolar: memorizo e depois compreendo e sei transpor bem as ideias. Dá um jeitaço e não é somente com ler, é com falar, com cheiros, sabores, sensações! Tenho uma memória muito intuitiva e clara. Consigo guardar muitas coisas bonitas que a maioria guarda no arquivo temporário e sinceramente não me é muito complicado eliminar as memórias tóxicas. É das coisas que mais me orgulho e que tenho mais medo de perder.


Tenho sede de serviço // algo que também foi plantado em mim pelos escuteiros é o quanto quero servir os outros. Estou a falar de voluntariado! Não há nada que queria tanto do que dar de mim aos outros. São incontáveis os projectos e as organizações com as quais quero estar envolvida nos próximos anos. É um dos ideais do caminheirismo e uma das coisas que tanto me faz querer ser caminheira. Quero mesmo ser voluntária nas mais diversas causas e contextos e desejo ardentemente experimentar de tudo um pouco, passando sempre uma mensagem positiva e de esperança. Tenho sede de serviço e fome de ajudar os outros. Como dizem e bem "se não vives para servir, não serves para viver".



Tenho curiosidade por tudo um pouco // Não me fecho na concha daquilo que mais gosto, eu quero saber de tudo, compreender de tudo, ver como funciona e o que faz. Não tapo os olhos daquilo que há para além das artes e da história! Gosto de saber de todos os temas um pouco, seja química, desporto ou cinema! Gosto de estar informada e de ter uma pitada de tudo na minha cultura geral, aliás acho que é mais fácil de estar a par do mundo assim. Busco muito conhecimento diversificado e o facto de explorar tanto outros cantos do saber comum que nada têm a haver com a minha área torna-se bastante atractivo e interessante!

Quando gosto, gosto a sério // não há cá meios termos! Seja de coisas ou de pessoa, não sei gostar a meio gás e para mim não faria sentido de outra forma.

4 comentários:

  1. Adorei este post, nunca tinha visto e achei que fez todo o sentido. Todos devíamos pensar em coisas que gostamos em nós próprios!
    Beijinho :)
    http://itsnanacorner.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  2. Identifico-me em tanta, tanta, taaanta coisa que escreveste aqui. Esta é a parte fascinante da blogosfera, conhecermos pessoas com histórias e percursos de vida tão diferentes dos nossos, rotinas tão diferentes, até idades tão discrepantes e, mesmo assim, aproximarmo-nos pela convergência dos nossos pensamentos e ideias. Identificarmo-nos de uma forma tão carinhosa! Muitos parabéns por esta introspecção, Leonor! Admiro-te muito por conseguires retirar estas conclusões tão bonitas sobre ti (e sabes que não o digo da boca para fora). Só podemos ser gentis para o mundo quando somos gentis para nós. E estás a amar-te de uma forma que me deixa muito orgulhosa :)

    ResponderEliminar
  3. Leonor!!!! Que publicação magnífica. Reconheceres todas estas coisas em ti é lindo, magnífico. Esta introspecção faz falta a tanta gente. Tu já és uma miúda fantástica, mas vais ter um futuro tão liiiiindo.
    Identifiquei-me com parte das coisas que escreveste e gostei de as ler, porque é outra forma de as descrever. You go girl, tens em ti a força para servir os outros e a ti mesma. Tens em nós apoiantes e entusiastas. Beijo gigante :)

    ResponderEliminar
  4. Identifico-me tanto com tantas coisas!!! E aquilo que disseste sobre seres muito madura para a idade que tens, já eu também o oiço desde muito cedo, e talvez seja devido ao teu motivo. Quando, desde cedo, temos de nos revolucionar, lutar por nós mesmos e impormo-nos como seres que merecem o devido respeito, muita coisa vem como acrescento, neste caso, a maturidade.
    Gosto muito de ver esta tua evolução e crescimento, Nô! És uma miúda espetacular, nunca te esqueças disso, nem nunca deixes que os outros te retirem isso!!
    Beijinho grande!

    LYNE

    ResponderEliminar